Teste pode tornar sistema de ensino mais eficiente

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 
As instituições de ensino médio muito provavelmente vão precisar de oferecer, em breve, exames vocacionais aos seus alunos. O projeto de lei 187/08 quer alterar a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) para assegurar a obrigatoriedade do teste, e sua gratuidade para os estudantes matriculados em escolas públicas.

O responsável pela proposição, senador Sérgio Zambiasi (PTB-RS), tem em mente, com isso, evitar prejuizos tanto para o estudante como o sistema educacional. Com a possibilidade de detectar a aptidão profissional dos alunos do ensino médio, pretende-se, antes de mais nada, evitar a troca, o abandono ou a múltipla formação em curso superior.

Para justificar sua proposta, Sérgio Zambiasi lembra que os estudantes do ensino médio encontram-se em uma idade de incertezas e descobertas, muitos ainda não trabalham, enquanto outros têm empregos sem qualificação, geralmente no mercado informal.

A pouca maturidade, segundo o senador, acaba levando os jovens a uma escolha equivocada de seu curso superior. Ele cita dados do site do Instituto Longhi, do Rio Grande do Sul, sobre educação e mercado de trabalho, mostrando que "a troca de curso até o segundo ano da faculdade pode chegar a 70% dos alunos".

A data de realização dos testes deverá ser escolhida pelo estabelecimento de ensino conforme a sua proposta pedagógica. Por enquanto, o projeto está sendo avaliado na Comissão de Educação do Senado, e aguarda parecer da relatora, Ideli Salvatti (PT-SC).

Na opinião do senador, os estudantes, de posse de dados mais consistentes sobre diversos cursos e carreiras, bem como de informações mais concretas sobre suas próprias aptidões, ficarão capacitados a fazer escolhas mais adequadas, evitando prejuizos para si e para o sistema de ensino.

 

Copyright © 2019 Porta do Futuro.Desenvolvido por ABCMIX Joomla Site Designer